terça-feira, 24 de março de 2015

Tudo que pode ser POTE

Você sabe o que é, como é e para que é um pote. De modo geral, aprendi que a palavra reúne uma pilha de objetos de diferentes tamanhos, formas e matérias-primas orientados a uma função. É possível ligar as categorias “alguidar”, “bandeja”, “caneca”, “fruteira”, “jarro”, “travessa”, “vaso” à ideia de um pote. Elas me parecem familiares. Não aparecem para mim como úteis, bonitos ou feios. Produzem um sentido. Esse sentido é o do texto de Stella Jimenez, que os olha como Lacan os vê que, por sua vez os enxerga como Heidegger o faz: um pote, em todas suas categorias indica o vazio, o furo ou falta. Um pote é um objeto que contorna um vazio. Contornar tem dois sentidos: evitar e dar contorno, fazer aparecer. Quem sabe o que evitamos e fazemos aparecer quando fazemos potes?




Potes primitivos dos índios americanos
Prototipagem tridimensional do Laboratório de Fabricação Rápida de Solheim, Seattle, EUA
Pó de cerâmica, açúcar de confeiteiro e maltodextrina é a sua matéria-prima.
Edição de fevereiro de 2009 da revista Ceramics Monthly


 Viés                    
HISTÓRICO    

Uma coisa é certa: 80% dos achados em escavações arqueológicas são fragmentos de potes de barro. Há 4 mil anos no Brasil, o material revela os contornos do cotidiano de índios ceramistas, além de segmentos provenientes da Europa e África. Da região entre os rios Macacu e Caceribu, em Itaboraí, recuperou-se borda inteira de peroleira [olive jar], que constitui evidência de expansão daquele tipo de pote no comércio colonial brasileiro.

                                                   Leia mais www.scielo.br/pdf/bgoeldi/v8n3/09.pdf




Fragmentos e pote das Tradições Uru e Tupi-guarani
Cerâmica Capão do Canga, Mato Grosso, Brasil
Amazônica – Revista de Antropologia da Universidade Federal do Pará

É bom lembrar que potes que não precisam guardar alimentos devem dispensar o uso de esmaltes e segunda queima. E que, se quisermos “selar” a sua superfície, podemos resgatar a técnica da terra sigilata. Um toque de passado pode ser uma solução moderna e inteligente.



Fragmento de pote com tratamento de terra sigilata.
Grã-Bretanha romana. Séc. 3 dC. Cena de caça.


Objeto-Conceito


O efeito que produtos causam no décor depende dos olhos, deixando claro que a função da forma segue a interação espontânea entre pessoas e recursos. A partir daí, o desafio é o de determinar o que fazer com o pote abaixo. Uma fruteira ou um centro de mesa? Arrisque você outros acréscimos.



Pote da Linha Hexie
Conformação em molde de gesso
Massa cerâmica branca e esmalte transparente