quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

VOU DE MUSEU EM 2017


Perplexa com a informação de que a maioria das pessoas visita museus duas vezes na vida, resolvi privilegiar alguns (e seus objetos) como inspiração para releitura na minha prática de atelier e chamar a atenção para mudarmos esta estatística. O Museu Alfredo Andersen é a primeira referência. De lá vêm os salões nacionais de cerâmica e, da quarta edição, uma montagem que me dispôs a fazer esferas em queima raku para uma outra proposta. Ainda, sobre a indesejável estatística, é necessário produzir explicações, comentários ou sugestões que deem conta de criar interesse sobre museus. Vivemos do conhecimento e das relações.



1 Montagem Exposição do 4º Salão Nacional de Cerâmica dez 2013. Foto Kraw Penas/Comunicação SEEC krawpenas@seec.pr.gov.br | 2 Variações de tamanho, massa cerâmica marfim e queima em raku foram utilizados na releitura. © Regina Franco 2016 | Regina Franco carrega uma montagem cinética das esferas em parafuso a metro